Pesquisar este blog

Presidente do TJ suspende arresto de 1,5 bi das contas do Estado



O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, suspendeu nesta segunda-feira, dia 9, a liminar concedida na tarde deste mesmo dia, pela 8ª Vara de Fazenda Pública da Capital, que determinava o arresto de R$ 1,5 bilhão das contas do Estado para o pagamento dos salários de abril dos servidores.

Ao acolher o recurso, o presidente do TJRJ levou em consideração o perigo de irreversibilidade da liminar concedida pela primeira instância e o risco de grave lesão à ordem econômica do Estado.

O desembargador também determinou que os mandados de arresto sejam recolhidos e que ofícios sejam expedidos para instituições financeiras relacionadas ao caso, a fim de que sejam informadas sobre a suspensão.

No dia 3 de maio deste ano, a Presidência do Tribunal de Justiça já havia suspendido uma decisão da 3ª Vara de Fazenda Pública da Capital, ao avaliar que o seu cumprimento implicaria em risco de grave lesão à economia e à ordem pública estadual.

Ascom TJ
    Blogger Comente
    Facebook Comente

11 comentários:

Anônimo disse...

Infelizmente com essa decisão, quem vai pagar pela má administração do Estado, mais uma vez serão os servidores.

Bruno Fernandes disse...

Se fude viu...

Anônimo disse...

Os aposentados e pensionistas do Estado ganharam o direito de ter seus proventos creditados pela justiça com voto de 24 dos 27 desembargadores no mês passado. Esta suspensão da liminar obtida pela Fasp RJ concedida pelo Presidente do TJ pode ir de encontro à decisão da corte dos desembargadores?

Anônimo disse...

E os aposentados e pensionistas que obtiveram o voto favorável de 24 desembargadores também não irão receber?

Anônimo disse...

Nossa que situação chegamos,está muito desgastante pagar pelos erros dos incompetentes.Por isso que tenho prazer de em ninguém,não acredito em mais nada

Anônimo disse...

Nossa o descaso é muito grande,não merecemos não somos nós que metemos a mão no dinheiro.A muito tempo não voto em mais ninguém,e continuarei assim,Não tem como acreditar nesses políticos.

Anônimo disse...

safados ... tudo comprado ... Não acredito mais na justiça brasileira ....

Anônimo disse...

Um pais de injustiça,para dar um cheque no valor de 300,00 reais para cada preso por indutos dos dias das mães o governo do Rio tem dinheiro

Anônimo disse...

Existe uma solução a médio prazo para isso: O voto !!! Se toda vez que um político fizer coisa errada for colocado pra pastar eles vão aprender a fazer a coisa certa! Vem eleição por aí! E o que vai acontecer? As mesmas figurinhas conhecidas que fizeram toda essa M no estado vão voltar! Esta situação é toda causada por má gestão mas não é má por que não sabem fazer mas porque fazem tudo em benefício próprio! Será que ninguém consegue enxergar isso!!!

Anônimo disse...

No décimo dia útil,como todos do estado.

Anônimo disse...

No 10º dia útil, como os outros servidores, assim ficou determinado pelos desembargadores.Só que 10º dia útil é dia 13/05/2016 sexta feira.